Não perca a esperança na Igreja!

Não perca a esperança na Igreja!

NÃO PERCA A CONFIANÇA NA IGREJA! Não deixe os críticos e céticos de plantão minar sua esperança!

Não desfaleçam o ânimo, não se deixem abater pelos escândalos e pelos falsos irmãos! Fortaleçam-se no Senhor, orem, jejuem, consagrem-se ao Senhor! “E Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a ele de dia e de noite, ainda que tardio para com eles?” (Lc 18:7)

Irmãos, lembrem-se que Jesus deixou sua Igreja sob os divinos cuidados do bendito Espírito Santo! E mais, veja o que Jesus disse: “Quem vos recebe, a mim me recebe; e quem me recebe a mim, recebe aquele que me enviou.”  (Mt 10:40). Resumindo, a Trindade acompanha e cuida pessoalmente a Igreja!

Tanto é verdade que João viu teve uma visão da eternidade, e lá viu a Igreja militante, agora triunfante, formada por gente de todas as línguas, tribos, e nações da Terra. (Jo 14; Ap 7:9).

Esses dias um blogueiro evangélico fez ácidas críticas à igreja visível/local, ridicularizou os crentes, zombou das denominações, dos pastores e gabou-se de não fazer mais parte disso que chama-se “meio evangélico”. Mas, disse ele, que do seu jeito continua servindo à Jesus, e exaltando o Evangelho. É triste que muitos tenham pensado que podem servir à Jesus sem pertencer ao seu Corpo, sem comunhão com seus irmãos. Que tipo de família espiritual essa pessoa pensa pertencer? Não entre nesse jogo, que à princípio parece inteligente, mas é enganoso! Está escrito: “…Se eu te não lavar, não tens parte comigo”, e mais: “Pois onde se reunirem dois ou três em meu nome, ali eu estou no meio deles” (Mt 18:20).

Num bate-papo com um amigo, que congregamos juntos, pregamos juntos, oramos juntos, evangelizamos juntos, e hoje um desigrejado, antes de fazer questionamentos bíblicos, apenas perguntei: “Onde você está comungando do corpo e do sangue de Jesus com demais irmãos? Onde se dá o seu culto de adoração ao Senhor, reflexão na Palavra de Deus, oração, celebração, exortação?”. Ele desconversou, e apenas sorriu! E é sempre assim. Esses críticos não fazem nada pelo reino de Deus: não evangelizam, nunca plantaram uma igreja, não ajudam no sustento dos obreiros, não tem vida devocional, não oram, não jejuam, não socorrem as viúvas e os orfãos, etc… Eu conheço alguns deles e falo dessa experiência de conhecer a vida que vivem, que é apenas de buscar a quem alfinetar, eles amam os escândalos, pois isso são lenhas para a sua fornalha oral. Deus os julgará, juntamente com esses que eles sentenciam com suas críticas!

Paulo e os demais apóstolos pensavam e agiam diferente. Eles fundaram congregações locais e pastorearam por um tempo essas pessoas. Quando se ausentaram, escreveram cartas se preocupando com elas, com o que elas criam, como estavam cuidando uns dos outros, da sua fidelidade ao Senhor e as Escrituras. Estas eram igrejas iguais as nossas de hoje, com crentes imaturos, carnais, e desobedientes, e que tiveram em seus púlpitos falsos mestres (1Co 3:3; Fl 1:15-17; Gl 1:6). Mas, em nenhum lugar você encontrará os apóstolos desqualificando essas igrejas locais, dizendo que eram irrelevantes, que não precisamos delas, que ninguém devia congregar e coisas que os críticos de hoje falam. E sabe porque? Porque a igreja visível é necessária, é ela o ajuntamento de pessoas fracas, falhas; mas, é nela que se dá o aperfeiçoamento dos santos (At 15:41; 16:5; Ef 4:2). Só o Senhor sabe quem são os seus escolhidos, enquanto isso é na igrejas locais, nas denominações que nos reunimos, congregações formais ou informais, mas sempre coletivas.

É claro que temos problemas graves, denominações evangélicas complicadas, com líderes amantes de si mesmos, cujo governo é político. Mas, isso faz parte do processo, esse é o joio e o trigo caminhando juntos. Jesus usou essas figuras reais, porque a igreja é real, são pessoas reais, e não essa abstração que se apresentam como igreja. É essa igreja visível militante e cheia de problemas que estará diante do Cordeiro prestando contas, e sendo pesada na balança do Justo Juiz (1Co 3:1-15).

Eu continuarei congregando, pastoreando e incentivando que não faltem aos cultos. Sirvam à Deus na sua igreja local, obedeçam aos vossos pastores. Porque isso é a vontade do Senhor!

“Portanto, nada julgueis antes de tempo, até que o Senhor venha, o qual também trará à luz as coisas ocultas das trevas, e manifestará os desígnios dos corações; e então cada um receberá de Deus o louvor.”

 

JAMIERSON OLIVEIRA – pastor titular e teólogo

> Para ler mais mensagens, acesse o menu lateral.

Compartilhe

Comentários

  1. Boa tarde! Estou tentando baixar o pdf da trindade. Mas, num pega de modo algum. Tem como vcs mandarem p meu e-mail? Grande abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *